Clínicas Virtuais: uma nova tendência? como funciona e quais as vantagens?

Clínicas Virtuais são clínicas ou consultórios, que por meio da tecnologia conseguem funcionar 100% online, sem a necessidade de uma infraestrutura física, e por consequência sem os custos do mesmo.

Com a pandemia, os atendimentos presenciais se tornaram impossíveis, e mesmo seguindo as normas de segurança, boa parte da população não se sente seguro em se deslocar até uma clínica/consultório presencialmente. Com isto, a solução encontrada e autorizada pelos órgãos reguladores da saúde, foi o uso da Telemedicina.

A Telemedicina é por definição: 

“Telemedicina trata do uso das modernas tecnologias da informação e telecomunicações para o fornecimento de informação e atenção médica aos pacientes” 

Contudo só a telemedicina ou seja a “Videoconferência” com o paciente, não é o suficiente para prover todo o atendimento, que esse mesmo paciente teria presencialmente. Dito isto, para que seja possível uma clínica virtual funcionar de forma 100% online, ela precisa de mais algumas ferramentas, tanto para o paciente, quanto para o profissional de saúde.

5 Ferramentas Essenciais para o funcionamento de uma Clínica Virtual

Para que seja possível uma clinica virtual funcionar 100% online, ela precisa de 5 ferramentas essenciais, que hoje só são providas por meio dos sistemas de gestão. Sendo elas:

Além das ferramentas listadas acima que são essenciais, existem 6 perguntas muito importantes para você questionar na hora de fazer a sua escolha:

  • O sistema tem o termo de consentimento para o paciente, autorizando o uso da telemedicina?
  • É possível o envio da prescrição e atestado por algum meio direto ao paciente? seja por SMS, ou aplicativo?
  • A agenda só é controlada por um usuário de recepção? ou o próprio profissional de saúde consegue controlar sua agenda? (caso o profissional de saúde não consiga realizar essa ação, será necessário ou a contratação de uma recepcionista mesmo remota, ou a necessidade de troca constante de telas para realizar agendamentos e atendimentos)
  • Existe algum relatório de rateio dos atendimentos para a clínica e o profissional de saúde?
  • Como identifico no sistema, a forma como os pacientes estão encontrando a clínica? (Facebook, instagram, outdoor, radio, TV etc.)
  • Consigo saber a porcentagem é a quantidade em números da ocupação dos horários possível da minha clínica/consultório?

Agora que você já sabe oque precisa em termos de ferramenta, e só fazer a escolha certa, e iniciar a sua clínica virtual!

Quais as vantagens de uma Clínica Virtual?

Mas afinal qual é a vantagem de abrir uma clinica virtual? com as clínicas virtuais, existem inúmeras vantagens, desde a praticamente inexistência de custos até a possibilidade de atender o brasil inteiro associando a uma boa estratégia de marketing, abaixo você encontra as principais vantagens:

Aumento de produtividade: com o atendimento online, os profissionais de saúde e os pacientes não precisam desperdiçar tempo com deslocamento e no trânsito, por consequência conseguem utilizar esse tempo em outras atividades;

Redução de custos: como o atendimento é feito online, não é necessário os custos para manter uma clínica ou consultório, desde o aluguel ou compra do imóvel, até custos com água, luz, internet, e até o famoso cafezinho;

Aumento do acesso ao serviço médico à população: em cada estado do Brasil, existem cidades do interior e é muito comum que elas não possuam nem sequer um único profissional de saúde, desta forma, sempre que necessário o atendimento, é preciso ir até uma capital, para conseguir atendimento médico. Com as Clínicas Virtuais, os pacientes podem ser atendidos por especialistas de qualquer lugar do país.

Crescimento Exponencial: o pagamento dos profissionais de saúde é feito em cima da produtividade, onde ele ganha uma porcentagem ou valor fixo em cima da quantidade de atendimentos que ele realizou. Desta forma você consegue ter centenas de profissionais de todas as especialidades trabalhando na sua clínica, sem o custo de salários ou encargos trabalhistas.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *